Aba 1

Postado em 01 de Junho às 11h23

Animação bíblica da pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias

Mensagem (20)
Diocese de Chapecó/SC De 12 a 16 de abril de 2021, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou, por via digital, devido à pandemia do novo coronavírus, a sua 58ª Assembleia Geral. Esta ocasião...

De 12 a 16 de abril de 2021, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou, por via digital, devido à pandemia do novo coronavírus, a sua 58ª Assembleia Geral. Esta ocasião é sempre um forte momento de amizade e fraternidade, comunhão e unidade, oração e espiritualidade. Separados pelas grandes distâncias, no imenso território nacional, os bispos sempre esperam com ansiedade por esse encontro anual e o apreciam. Esse ano foi diferente, por videoconferência, o que demonstra importante aprendizado no manejo das redes sociais.

Há que se reconhecer o empenho e a eficiência da presidência e assessoria. Mesmo realizada por via digital, no decorrer de toda a Assembleia, notou-se o clima alegre, respeitoso e afetuoso entre todos os participantes. Desta forma, a Igreja no Brasil se esforça, por todos os meios, para responder aos desafios de sua missão evangelizadora.

Atualmente existem no Brasil 278 circunscrições eclesiais, entre Arquidioceses, Dioceses e Prelazias, e 475 membros, sendo 309 (Arce)Bispos ativos e 166 Eméritos. Quase 400 pessoas, entre Bispos, assessores e convidados participaram dos cinco dias da Assembleia.

A pauta de assuntos da assembleia é sempre extensa, afinal, a Conferência se organiza em doze comissões episcopais de pastoral e cada uma delas apresenta seu relatório e encaminhamentos específicos. Por exemplo, neste ano, a articulação da 6ª. Semana Social Brasileira, os passos do Pacto pela Vida e pelo Brasil e a aprovação do Ano Vocacional em 2023.

Mas quero aproveitar desse espaço para dar um destaque ao tema central da assembleia, que dizia respeito a um dos quatro “Pilares” que fundamentam as comunidades eclesiais missionárias: a “Palavra” (os outros são “o Pão”, “a Caridade” e “a Ação Missionária”), segundo as últimas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora na Igreja do Brasil (2019-2023). Eis o grande desafio: como devemos fortalecer o encontro com a Pessoa de Jesus Cristo, Palavra de Deus feita carne (Jo 1,14), e a familiaridade e o contato com a Palavra da Bíblia Sagrada, de forma a serem capazes de gerar comunidades verdadeiramente missionárias que, à semelhança da semente lançada nos corações (cf. Mt 13,1-9.18-23), possam nos transformar em verdadeiros discípulos missionários do Senhor Jesus. Daí a importância da Animação Bíblica na nossa ação evangelizadora.

A Igreja no Brasil tem uma história rica de documentos que, junto com os documentos dos Papas, expressam a importância da Palavra de Deus. A peculiaridade do tema central deste ano - “Animação da Palavra e animação bíblica da Pastoral” - responde exatamente à pergunta de como fazer para que a Palavra de Deus chegue ainda mais às pessoas, às comunidades, às celebrações, reuniões de grupo, aos movimentos e associações. Este foi um tema profundamente pastoral e prático. O texto final foi aprovado em nível de estudos. Agora o texto será publicado e distribuído às comunidades e forças vivas da Igreja para ser ainda mais aprofundado e enriquecido.

Por fim, como em todas as Assembleia Gerais, os Bispos enviaram uma “Mensagem ao Povo Brasileiro”. Faço minhas as palavras conclusivas desta Mensagem: “Fazemos um forte apelo à unidade da sociedade civil, Igrejas, entidades, movimentos sociais e todas as pessoas de boa vontade, em torno do Pacto pela Vida e pelo Brasil. Assumamos, com renovado compromisso, iniciativas concretas para a promoção da solidariedade e da partilha. A travessia rumo a um novo tempo é desafiadora, contudo, temos a oportunidade privilegiada de reconstrução da sociedade brasileira sobre os alicerces da justiça e da paz, trilhando o caminho da fraternidade e do diálogo. Como nos animou o Papa Francisco: “o anúncio Pascal é um anúncio que renova a esperança nos nossos corações: não podemos dar-nos por vencidos!”

Dom Odelir José Magri

Veja também

Palavra do Bispo - Junho 201906/06/19O caminho que as novas Diretrizes propõem à Igreja no Brasil As novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil para o próximo quadriênio (2019 a 2023), após intenso processo de debate e acréscimos dos bispos, foram aprovadas na manhã do dia 6 de maio pelos participantes da 57ª Assembleia Geral, em Aparecida (SP). O que aparece como característica central nessas Diretrizes é mais uma vez......
Maria, a fiel discípula-missionária de Jesus 27/05/19 ?Fazei tudo o que Ele vos disser.? (Jo 2,5) Na Bíblia, todos os evangelistas, de acordo com a realidade da sua comunidade de fé, apresentam um retrato de Maria. Mas, todos eles nos apresentam Maria como discípula e mensageira do......

Voltar para Notícias


Uso de Cookies

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.