Aba 1

Postado em 01 de Outubro de 2018 às 14h47

Representantes brasileiros no Sínodo dos Bispos sobre os jovens

Destaque (98)
Diocese de Chapecó/SC Na próxima quarta-feira, 3 de outubro, o Papa Francisco presidirá a uma solene celebração Eucarística, na Praça São Pedro, no Vaticano, por ocasião da...

Na próxima quarta-feira, 3 de outubro, o Papa Francisco presidirá a uma solene celebração Eucarística, na Praça São Pedro, no Vaticano, por ocasião da inauguração da XV Assembleia ordinária do Sínodo dos Bispos, que se realizará no Vaticano, de 4 a 25 de outubro próximo, sobre o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.

Em vista deste grande evento eclesial, o cardeal-arcebispo de Brasília e Presidente da CNBB, Dom Sérgio da Rocha, divulgou a lista de membros e suplentes eleitos esta Assembleia do Sínodo dos Bispos.

O Cardeal Sérgio da Rocha foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo. A sua função será de mediador e responsável de introduzir e sintetizar os assuntos expostos pelos Bispos durante o encontro sinodal.

Os representantes do episcopado brasileiro no Sínodo foram escolhidos durante a 56ª Assembleia Geral da CNBB, realizada em Aparecida, em abril deste ano. Os quatro membros e dois suplentes do Sínodo serão:

- Dom Vilsom Basso, bispo de Imperatriz (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude;

- Dom Eduardo Pinheiro da Silva, bispo de Jaboticabal (SP), ex-presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB;

- Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre (RS) e presidente para a Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, que coordenou o processo de elaboração do documento sobre a Formação sacerdotal, aprovado na 56ª Assembleia Geral da CNBB;

- Dom Gilson Andrade da Silva, Bispo auxiliar da arquidiocese de Salvador, que exerce a função de referencial dos Ministérios e Vocações no Nordeste3.

- Dom João Justino de Medeiros, arcebispo coadjutor de Montes Claros (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura, será o primeiro Suplente;

- Dom Antônio de Assis Ribeiro, bispo auxiliar de Belém (PA), será o segundo Suplente.

- Pe. Valdir José de Castro, Superior Geral da Sociedade de São Paulo

- Pe. Alexandre Awi Mello, secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida

Por outro lado, um dos Colaboradores do Secretário Geral do Sínodo será o brasileiro Filipe Alves Domingues, doutorando em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, especialista em Ética e Mídia.

Entre os Auditores do Sínodo estará Lucas Barboza Galhardo, representante do Movimento de Schoenstatt internacional, membro do Comitê de Coordenação nacional para a Pastoral da Juventude da CNBB.

Por fim, entre os Assistentes da Secretaria Geral do Sínodo estará o sacerdote brasileiro Pe. Alberto Montealegre Vieira Neves.

Fonte: Vantican News

Veja também

Campanha especial de inverno é lançada em parceria com seis paróquias09/06 A estação ainda é de Outono, mas o frio rigoroso e característico do Inverno já tem estado presente em nosso dia a dia. Diante disso e devido a preocupação de nossa Diocese com o próximo, nossas seis paróquias que atendem a região de Chapecó, Guatambu e Cordilheira Alta, viram a necessidade de lançar uma campanha voltada às......
COMISE realiza missão em terras indígenas da diocese de Chapecó25/07/18 De 17 a 21 de julho, cerca de 40 seminaristas do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizaram uma missão nas áreas indígenas da Diocese de Chapecó. A atividade foi organizada pelo COMISE......
Sinodalidade e Bíblia12/05 A Igreja vive um tempo de graça e, também, de grandes desafios. A provocação do Papa Francisco, para aprofundarmos a reflexão e a prática da sinodalidade, proporciona rever o modo da Igreja ser e agir. Em sintonia com......

Voltar para Notícias


Uso de Cookies

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.