Aba 1

Postado em 24 de Setembro de 2019 às 14h10

Escola Regional de Catequese finaliza 13ª turma

Geral (40)
Diocese de Chapecó/SC “As mãos que ajudam são mais santas que os lábios que louvam”                                 ...

“As mãos que ajudam são mais santas que os lábios que louvam” 

                                                                                                                            Madre Tereza de Calcutá.

Foi a partir desta reflexão que iniciou a quarta etapa da 13ª Escola Regional de Catequese, realizada em Lages, dos dias 19 a 22 de setembro de 2019. Com o tema Mistagogia, a formação foi assessorada pelo Pe. Luciano dos Santos e contou com a participação de um grupo de catequistas da Diocese de Chapecó, unidas as outras 9 dioceses de Santa Catarina.

A palavra mistagogia é de origem grega e composta de duas partes “mist” que vem de mistério e “agogia” que significa conduzir, guiar. Então, podemos definir Mistagogia como “Conduzir para dentro do mistério”.

A Mistagogia na organização da experiência de inspiração catecumenal é último tempo, mas como método, ela perpassa todo o processo, ou seja, a Mistagogia com seu jeito de fazer catequese juntamente com o Kerigma “anúncio de Jesus Cristo, alegre, festivo, do coração e com convicção”, perpassam todo o processo de Iniciação à Vida Cristã e de modo muito especial na vivência das celebrações litúrgicas.

Quando falamos em Mistagogia na catequese, não determinamos o tempo, pois o processo catequético tem o objetivo de levar Deus ao coração e à vida das pessoas, percorrendo três caminhos: a palavra orante, a liturgia celebrada e a ação transformadora. E é através da Mistagogia que somos inseridos no mistério de Deus, mas é preciso que sejamos iniciados no mistério não somente através de palavras, mas por intermédio de ações simbólicas e ritos.

Já dizia Ione Buyst “ Um lugar privilegiado para a catequese mistagógica é a própria liturgia, seguindo o exemplo dos Santos Padres. Toda e qualquer homilia, em qualquer celebração litúrgica, deveria ter sempre uma dimensão mistagógica, ligando textos bíblicos com a vida e com a ação ritual que está sendo realizada. ”

A Mistagogia veio para completar as etapas do estudo, precedido pelos temas Purificação/Iluminação, Catecumenato e kerigma. Momentos que foram aprofundados com teoria, apresentação de trabalhos, explicações e ritos. Nesta etapa foi realizada também a formatura dos participantes e a festa das Flores, um dos momentos de partilhar os trabalhos.

Izilde Fasolo
Xavantina

Fotos: Izilde Fasolo e arquivo regional

  • Diocese de Chapecó/SC -
  • Diocese de Chapecó/SC -
  • Diocese de Chapecó/SC -
  • Diocese de Chapecó/SC -
  • Diocese de Chapecó/SC -
  • Diocese de Chapecó/SC -
  • Diocese de Chapecó/SC -

Veja também

Sede Figueira celebra jubileu de ouro da Romaria de N. Sra. de Lourdes30/01/18 Uma comunidade movida pela devoção à Nossa Senhora As romarias e peregrinações populares são uma forte marca em nossa Diocese. A fé e a devoção do povo, alimentadas sobretudo nas romarias, são um legado passado de pais para os filhos. O Distrito de Sede Figueira é um desses exemplos, sendo uma das maiores comunidades do interior de......
Nota da CNBB sobre momento nacional30/05/18 A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se solidariza com os caminhoneiros, trabalhadores e trabalhadoras, em manifestação em todo território nacional, em nota divulgada nesta quarta-feira, 30 de maio. Preocupada com as......

Voltar para Notícias