Aba 1

Postado em 18 de Março às 14h38

CORONAVÍRUS - DECRETO DIOCESANO

Destaque (64)
Diocese de Chapecó/SC Chapecó, 18 de março de 2020. DECRETO A todo o povo de Deus da Diocese de Chapecó, saúde e paz. FAZEMOS SABER QUE, considerando a atual pandemia do COVID-19; considerando as...

Chapecó, 18 de março de 2020.

DECRETO

A todo o povo de Deus da Diocese de Chapecó, saúde e paz.

FAZEMOS SABER QUE,
considerando a atual pandemia do COVID-19;
considerando as orientações da CNBB Nacional e Regional;
considerando os Decretos Federal, Estadual e Municipais acerca das medidas preventivas públicas contra a pandemia do COVID-19;
considerando que o Bispo Diocesano, conforme o cân. 87 § 1 do Código de Direito Canônico, pode dispensar os fiéis do cumprimento das leis disciplinares em seu território;
considerando o grave perigo de contaminação quando há aglomeração de pessoas;
e seguindo o exemplo do Bom Samaritano que “viu, sentiu compaixão e cuidou” (cf. Lc 10,33-34),

DETERMINAMOS o seguinte,
até disposição em contrário:

1. Sejam cumpridas com rigor todas as orientações advindas das autoridades responsáveis pela saúde pública.
2. Recomendamos vivamente aos que pertencem ao grupo de risco, sobretudo os idosos, que permaneçam em casa; a mesma medida aplica-se aos presbíteros deste grupo.
3. Os padres devem permanecer nas suas respectivas paróquias, para possíveis necessidades dos fiéis. É importante que a comunidade sinta a presença do seu pastor em horas difíceis.
4. Dispensamos todos os fiéis da obrigação de participar das Missas dominicais e dos demais dias de preceito, de acordo com o previsto no cânon 1247 do Código de Direito Canônico.
5. Ficam suspensas todas as Celebrações Eucarísticas e demais celebrações comunitárias.
6. As missas que ordinariamente são celebradas e transmitidas pelas rádios e demais mídias sociais sejam mantidas. Porém, somente com a equipe de liturgia e sem a presença de fiéis.
7. Orienta-se aos fiéis, que permaneçam em sua casa em oração, como Igreja doméstica.
8. Na impossibilidade de participação presencial às celebrações litúrgicas e devocionais, incentivamos a acompanhá-las pelos meios de comunicação, fazendo da comunhão espiritual um importante instrumento de união eclesial e santificação pessoal.
9. Os fiéis, em número limitado, que porventura participarem de algum encontro religioso (missa ou outra celebração, com portas fechadas), devem manter uma distância prudente uns dos outros, observar as normas de higiene, segundo as orientações das autoridades sanitárias e de saúde, como prevenção.
10. Quanto às manifestações públicas da piedade popular, sejam suspensas as novenas, tríduos, procissões, vias-sacras, encenações da Paixão de Cristo e outras devoções.
11. Quanto às celebrações da Semana Santa, onde for possível, sejam mantidas. Porém, sejam realizadas com pequenos grupos de fiéis, com a distância física recomendada, necessária higiene, ambiente arejado, com as portas fechadas das igrejas e possível transmissão pelos meios de comunicação.
12. A Missa dos Santos Óleos que aconteceria na Paróquia São Miguel Arcanjo, em São Miguel do Oeste, está suspensa. A mesma acontecerá de maneira privada na Catedral Santo Antônio, na Quinta-Feira Santa, de manhã.
13. As igrejas, quando possível, permaneçam abertas para as orações individuais dos fiéis. Evitem-se orações em grupo e possíveis aglomerações.
14. Quanto ao Sacramento do Batismo, seja celebrado somente em caso de emergência.
15. Quanto à celebração do Sacramento do Matrimônio já agendada, a equipe paroquial dialogue com os noivos e familiares sobre a possibilidade de adiar ou realizá-la em grupo privado.
16. Quanto às Celebrações de Exéquias, tenha-se a prudência necessária para evitar junção de pessoas, observando-se as normas prescritas pelas autoridades sanitárias e de saúde.
17. As celebrações de Iniciação à Vida Eucarística e Crisma, já agendadas, sejam adiadas.
18. As vias-sacras sejam suspensas. As famílias podem rezá-las em casa.
19. Ficam suspensos os encontros de catequese até o retorno das atividades escolares, quando isso for determinado pelas autoridades civis.
20. Suspendemos, também, todas as atividades pastorais: grupos de reflexão, reuniões de conselhos, grupos de orações, encenações, procissões, visitas às comunidades, formações, retiros, encontros diversos e demais atividades que possam reunir público.
21. As visitas aos doentes e pessoas idosas devem ser evitadas. As situações especiais sejam avaliadas pelo pároco.
22. Sejam canceladas ou adiadas todas as festas e promoções.
23. As secretarias paroquiais deverão permanecer fechadas para atendimento externo conforme decreto do governo estadual. Os/as funcionários/as permanecerão trabalhando internamente seguindo as normas de prevenção determinadas pelas autoridades sanitárias e de saúde;

Pedimos a oração de todo Povo de Deus de nossa Diocese para que, com espírito de fé e união, superemos juntos este delicado momento. Em tempos de coronavírus sejamos propagadores do amor e da misericórdia.
Por intercessão da Mãe Aparecida e de Santo Antônio, padroeiro de nossa Diocese, Deus vos ilumine, proteja e abençoe.
Em comunhão na oração.


Dom Odelir José Magri, MCCJ
Bispo Diocesano de Chapecó
 

Veja também

Diocese orienta por meio de Decreto permanência do isolamento social nas paróquias01/05 Nesta sexta-feira, 01 de maio, o bispo diocesano Dom Odelir José Magri emitiu um decreto que estabelece a permancência do isolamento e distanciamento social até dia 20 de maio, observando ações de comunhão espiritual por meio dos meios de comunicação e solidariedade com quem mais precisa. Leia na íntegra:   "DECRETO Chapecó,......

Voltar para Notícias