Aba 1

Postado em 08 de Outubro às 06h42

CONVERSÃO PASTORAL: DESAFIOS DE RENOVAÇÃO DA IGREJA - Novas Paróquias e transferências para 2021

Destaque (65)
Diocese de Chapecó/SC Amados irmãos e amadas irmãs, querido povo de Deus da Diocese de Chapecó, Que a paz e a força da compaixão de Jesus de Nazaré, Missionário do Pai, estejam com todos e todas...

Amados irmãos e amadas irmãs, querido povo de Deus da Diocese de Chapecó,
Que a paz e a força da compaixão de Jesus de Nazaré, Missionário do Pai, estejam com todos e todas vocês!

Espero encontrar-vos bem, firmes na fé e presença ativa na comunidade cristã a que vocês pertencem, que é uma porção da Diocese de Chapecó. Agradeço também pela dedicação de vocês na condução dos trabalhos pastorais e administrativos, construindo comunidades vivas e missionárias, animadas pela Palavra e pela Eucaristia, mesmo em tempos de pandemia.
A pandemia da Covid-19 dificultou algumas coisas, trouxe novos desafios, mas abriu também outros caminhos e novas perspectivas. Por exemplo, a caminhada na fé e a experiência da Igreja nas casas saem fortalecidas dessa situação particular.

Nestes últimos anos, em nível de presbitério, na Região Pastoral de Chapecó, no Conselho Diocesano de Pastoral e outros espaços, vínhamos refletindo e discernindo sobre a pastoral no contexto urbano. Seus desafios, apelos, novas demandas e a necessidade de um melhor atendimento ao povo de Deus diante do crescimento urbano em todo o território diocesano, mas especialmente no contexto da cidade de Chapecó e arredores. Caminho fazendo, chegamos à conclusão da necessidade de uma reorganização eclesial (conversão pastoral: cf. EG, nº. 19-49) e da criação de novas paróquias na grande Chapecó.

Mesmo considerando a situação particular destes tempos de pandemia, decidimos fazer o passo. Com o consenso do Conselho de Presbíteros, decidimos criar quatro novas paróquias: na região da EFAPI (33 comunidades), na região do Palmital até o Goio-Ên (36 comunidades), na região do Passo dos Fortes (26 comunidades) e na região de Nova Itaberaba (17 comunidades). Também, está prevista uma nova Área Pastoral na Região do Trevo (12 comunidades). As novas paróquias foram desmembradas das atuais paróquias Santo Antônio (Catedral) e São Cristóvão que, como consequência, ficarão respectivamente com 11 e 14 comunidades.

Em 2021 daremos continuidade ao processo de discernimento em vista de oficializar a nova paróquia da região do Trevo (Área Pastoral) e de uma nova paróquia como resposta aos desafios e necessidades de uma ação evangelizadora mais missionária e inculturada no contexto e na realidade das Áreas Indígenas.

Pertencer a uma nova paróquia não pode ser apenas o fato de mudar o lugar de referência ou de pertença, mas no nosso caso é, em primeiro lugar, assumir o desafio de um jeito novo de ser Paróquia, na perspectiva e espírito de edificar uma rede de pequenas comunidades eclesiais missionárias. Esse é o caminho a ser percorrido.

Para concluir esse processo e oficializar os decretos de criação das novas paróquias, será preciso ainda fazer o discernimento e a escolha do nome do padroeiro/a de cada nova paróquia. Uma tarefa que será feita até o final de novembro.

O processo de reflexão, organização e criação das novas paróquias buscou ter presente alguns princípios fundamentais:
1. Facilitar o atendimento: maior presença e proximidade do padre e dos agentes de pastoral.
2. Priorizar a nucleação ou setorização: estilo de pequenas comunidades.
3. Priorizar a pastoral de conjunto: na realidade urbana como articular o trabalho em conjunto entre os padres, os agentes de pastoral, as lideranças? Organizar Equipes Inter paroquiais?
4. Priorizar a pastoral do Dízimo para garantir a sustentabilidade e a manutenção da paróquia. Partir de um novo modelo de gestão para a nova paróquia.
5. Escolher o nome da Nova Paróquia: escolher um padroeiro/a, partindo da compreensão da paróquia como uma rede de comunidades. As novas paróquias serão criadas sem a figura da “igreja matriz”. Elas terão uma sede, mas todas as comunidades deverão caminhar na comunhão e na corresponsabilidade da ação evangelizadora paroquial.

Para algumas comunidades serão exigidos o esforço e a disponibilidade no sentido de “abandonar” uma antiga pertença histórica e assumir um novo local de referência para os encontros, formação, prestação de contas e busca de documentos. Mas temos a esperança de que isso será assumido com alegria e espírito missionário.

Aproveitamos para confirmar as transferências dos padres diocesanos para o próximo ano. Sabemos que, a partir de janeiro de 2021, mesmo não sendo possível realizar as celebrações oficiais de instalação das novas paróquias e o envio das novas equipes paroquiais, por causa das restrições do isolamento social, cada paróquia iniciará sua nova caminhada e suas atividades normalmente. No momento oportuno e quando a situação permitir, faremos as devidas celebrações religiosas, canônicas e festivas.
Segue a lista dos padres que assumirão novos serviços:

 

PADRES SERVIÇO
 Pe. Ademir Schneider  Pároco da Paróquia Santíssima Trindade/Tunápolis
 Pe. Adir Rodrigues  Vigário da nova paróquia do Passo dos Fortes/Chapecó
Pastoral Carcerária
Pe. Anélio Antônio Cantoni

Coordenador Diocesano de Pastoral

 Pe. Atílio Benka  Vigário da Paróquia São Daniel/Seara
Pe. Cleber Pagliochi  Administrador Paroquial da nova paróquia do Passo dos Fortes/Chapecó
Pe. Cleto João Stülp  Pároco da Paróquia São Domingos/São Domingos
Pe. Cristiano Menegat  Administrador Paroquial da nova paróquia da EFAPI/Chapecó
Pe. Domingos José Dias  Administrador Paroquial da Paróquia São Cristóvão/Chapecó
Pe. Dorvalino Belegante  Administrador Paroquial da nova paróquia do Palmital/Chapecó
Pe. Edivandro Luiz Frare  Pároco da Paróquia Divino Espírito Santo/Dionísio Cerqueira
Pe. Egídio Balbinot  Ecônomo
Vigário da nova paróquia da EFAPI/Chapecó
Pe. Florindo Canton  Vigário da Paróquia São Cristóvão/Chapecó
Pe. François Cristiano Cousseau  Pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo/Vargeão
Câmara Eclesiástica
Pe. Ignácio Paulo Kolling Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário/Xavantina
Pe. Ilton José Goettems  Formador do Propedêutico/Animador Vocacional
Vigário da nova paróquia do Palmital/Chapecó
Pe. Itamar Antônio Belebom  Formador da Filosofia
Vigário da nova paróquia da EFAPI/Chapecó
Pe. José Tarcizio Hentz  Pároco da Paróquia São Daniel/Seara
Pe. Kleber Jorge e Silva  Capelão Hospitalar Xanxerê e Chapecó
Vigário da Paróquia Bom Jesus da Coluna/Xanxerê
Pe. Marcelo Samaroni Spezia Vigário da Paróquia Santo Antônio/Chapecó
Estudos
Pe. Marlo Flávio Tessaro  Vigário da Paróquia Bom Jesus da Coluna/Xanxerê

Pe. Pasqualino Toscan 
Administrador Paroquial da nova paróquia de Nova Itaberaba
Pe. Paulo Cezar Klein Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes/Cunha Porã
Pe. Valdemar Scatolin  Vigário da Paróquia Santa Inês/Quilombo
   

 

 


Enfim, por intercessão de Santo Antônio, padroeiro de nossa diocese, e da Mãe peregrina, Nossa Senhora Aparecida, pedimos que esse esforço de reorganização eclesial nos fortaleça ainda mais, na convicção de que “a missão renova a Igreja, revigora sua fé e identidade, dá-lhe novo entusiasmo e novas motivações. É dando a fé que ela se fortalece” (RMi, n.2).

Envio minha bênção e minha saudação fraterna a cada um/uma de vocês.

Estamos juntos na missão!

Dom Odelir José Magri, MCCJ
Bispo Diocesano de Chapecó

 

 

Acesse e baixe este documento na íntegra clicando abaixo:

Veja também

Bispos de Santa Catarina lançam nota sobre a Portaria 254 do Governo de Santa Catarina22/04 Os bispos do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) emitiram uma nota na tarde desta quarta-feira, 22 de abril, sobre a Portaria 254 do governo de Santa Catarina, com normas para o funcionamento de igrejas, templos e afins. Na nota, os bispos reafirmam o compromisso de promoção do bem comum e de proteção da vida, e que entendem a preocupação......
Encontro diocecano acolhe Agentes Novos 2018 08/05/18 "Deixemo-nos guiar pela luz do Senhor", Is 2,5. Nesta terça-feira, 08, leigos/as, padres e religiosas participaram do encontro diocesano para os/as Agentes Novos/as. Trata-se de um encontro de acolhida, bem como da......

Voltar para Notícias