Aba 1

Postado em 30 de Novembro de 2018 às 11h37

CELEBRAR O ADVENTO

Diocese de Chapecó/SC Celebrar o advento é festejar a novidade de Deus acontecendo na vida da gente! Como a noiva vai ao encontro do seu bem amado; Como a terra se abre à semente; Como a sentinela espera o dia chegar; Como o povo...

Celebrar o advento é festejar a novidade de Deus acontecendo na vida da gente! Como a noiva vai ao encontro do seu bem amado; Como a terra se abre à semente; Como a sentinela espera o dia chegar; Como o povo espera sua libertação. É a páscoa do advento! A morte do que é velho em nós, em nossas comunidades e sociedade! O acolhimento daquilo que nos transforma e renova! É começar uma etapa nova (um novo ano litúrgico) na caminhada da gente para Deus e seu Reino!

O Advento começa às vésperas do domingo mais próximo do dia 30 de novembro e vai até as primeiras vésperas do natal de Jesus, contando quatro domingos. Sua liturgia nos impulsiona a reviver alguns dos valores essenciais dos cristãos, como a alegria, a vigilância, a esperança, a pobreza, a conversão.

A coroa de advento é feita com ramos verdes, geralmente envolvida por uma fita vermelha e nela 4 velas são afixadas. Ela simboliza e comunica que naquela Igreja, casa, escritório ou qualquer espaço em que ela esteja vivem pessoas que se preparam com alegria para celebrar a vinda de Deus ao mundo, o Natal.

O círculo da coroa simboliza a nova aliança de Deus com a humanidade. Esta nova aliança é celebrada no sacramento da Santa Ceia. Os ramos que, mesmo cortados, permanecem verdes por semanas comunicam à esperança que leva a perseverança, uma entrega total da vida a Deus.

A fita vermelha está relacionada com a cor vermelha, que na tradição litúrgica está ligada à cor do fogo e do sangue. Simboliza a cor da vida, do amor. A nova aliança de Deus com a humanidade foi feita com amor, doação e sacrifício.

As 4 velas que vão sendo acesas uma a cada domingo que antecede ao dia 25 de dezembro, são para iluminar a vigília do advento, a preparação para vinda da luz ao mundo. Simboliza que Jesus Cristo é a luz do mundo. Comunica a alegria da vida que procede de Deus, aquela que vai além dos limites que a vida no mundo impõe.

Alguns registros históricos contam que a coroa de advento surgiu em uma instituição que abrigava crianças pobres. Inicialmente ela continha entre 22 a 28 velas, uma para cada dia do tempo de advento. Devido aos custos diminuiu-se o número de velas, permanecendo apenas 4, uma para cada semana.

Ir. Ivone Azevedo

(Texto publicado no Jornal Diocesano)

Veja também

COMIRE realiza 6º Congresso Missionário Regional26/02/18 Com o tema “A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída”, de 23 a 25 de fevereiro foi realizado na Paróquia São Francisco de Assis, em Palhoça, arquidiocese de Florianópolis, o 6º Congresso Missionário do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento foi organizado pelo Conselho Missionário Regional (COMIRE), e......
CNBB Sul 4 lança arte comemorativa ‘Rumo aos 50 anos’03/09/18 Dentro do processo preparatório para a celebração dos 50 anos de instalação do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na abertura da 51ª Assembleia Regional de Pastoral, foi......

Voltar para Notícias